quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

# Arte # Literatura

Oh Minas Gerais. Quem te conhece...

Mineirice



Vamos completar a frase: Não esquece jamais! Lindo esse Hino de Minas Gerais!

"Entre, senta aí, tem um bolo de fubá quentinho, vou pegar o queijo, a gioabada, o pão de queijo. Ahh, o café tá no fogo, já vou passar! Cê gostô?"

Sou do sul de minas, da mesma cidade, desde que nasci, e felizmente sou muito contente com a minha identidade, sou 100% mineira, no sangue e nas veias, carrego essa "mineirice" em todo o meu ser, amo meu estado querido, minha linda Minas Gerais...
É incrível nossa identidade, levamos por onde a gente for, todos reconhecem que somos mineiros, essa caipirice nata. A tradição do cafezinho, do pão de queijo, das expressões uai, ô trem bão, , bão tamém, etc. E o jeitão mineiro de ser: cheio dos ditados populares, manias, costumes e também os enormes causos que nunca acabam. Quem é mineiro gosta de contar causo! Eu sou uma contadora de causos, hahaha. Uma coisa específica de mineiros: tudo é logo ali, pertinho, você vai ver nunca chega! E tudo tem que ver com a mão, tem que pegar, cheirar, comer, etc.





Adélia Prado, escritora mineira, fala dessa mineirice em uma palestra que ela deu na Fliaraxá, em 2013 (tem o vídeo no youtube). Ela fala que a gente tem essa identidade que nenhum outro estado brasileiro tem. Por onde a gente passa, todo mundo sabe: aquele ali é mineiro. "A gente gosta de corguinho, de riozinho, de florzinha, de matinho. Minas Gerais é uma grande roça," brinca Adélia. E eu concordo com ela em gênero, número e grau. Eu me sinto exatamente assim, e olha, eu não queria ter nascido em outro lugar, faz parte do que eu sou.
Drummond tem um poema que retrata essa Minas Gerais que estou falando, vou colocar aqui o alguns trechos que realmente me identifiquei:

" (...) Ser Mineiro é dizer "uai", é ser diferente,
é ter marca registrada,
é ter história.
Ser Mineiro é ter simplicidade e pureza,
humildade e modéstia

(...) Ser Mineiro é ver o nascer do Sol
e o brilhar da Lua,
é ouvir o canto dos pássaros
e o mugir do gado,
é sentir o despertar do tempo
e o amanhecer da vida.

Ser Mineiro é ser religioso e conservador,
é cultivar as letras e artes,
é ser poeta e literato,
(...) é viver nas montanhas,
é ter vida interior,
é ser gente." (Carlos Drummond de Andrade, Poema: "Ser Mineiro")


Incrível né? Exatamente isso que quis dizer com esse post, Drummond falou tudo poeticamente, o que eu estou tentando falar em forma de prosa. Não quero dizer que os mineiros são melhores que os outros e sim que têm identidade e que eu amo essa identidade e quero levá-la sempre comigo.
É o estado do famoso "Clube da Esquina", quem não conhece Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Flávio Venturini, Cláudio Venturini? Quem não sabe que daí nasceu o 14 Bis? Ah... Música mineira pura, amo demais, é muita mineirice...
E a música da Elis Regina nos traduz : "Sou caipira pira pora nossa Senhora de Aparecida, ilumina a mina escura e funda o trem da minha vida..." (Romaria)




Nas cidades históricas como Ouro Preto, Mariana, Tiradentes e São João Del Rei, a gente percebe esses traços: a neblina, o friozinho, as chaminés, as montanhas, as alterozas, as casinhas de estilo histórico, as Igrejas, os museus, etc. Tudo isso exala essa mineirice nata. Quer conhecer Minas? Visite essas cidades, você vai conhecer pelos sentidos: visão, paladar, olfato, igual mineiro mesmo: tem que sentir, não basta saber.

Bom acho que falei tudo que eu tinha para falar, se você sabe de mais coisas, manias e caracteríticas dos mineiros ou de outro estado, compartilhe nos comentários. Pois compartilhar nossa cultura, nossos costumes, é BÃO DEMAIS...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Parcerias


Parcerias, digulgadores desse Blog:










Quer ser parceiro(a)?

Envie um e-mail para: larissa.coriemariae@gmail.com